07/11/2006 – O IBP no confessionário do cardeal Ricard

pelo Rev. Pe. Joël Danjou

O parto do IBP anuncia-se como difícil: o Cardeal Ricard afirmou numa entrevista concedida ao jornal francês “20 minutos” de 06 de novembro: “Não podemos esquecer que a violência tem caracterizado a relação dos ocupantes da igreja Saint-Eloi com a igreja diocesana”. Como “novo começo” nessas relações difíceis, o Arcebispo de Bordeaux exigiu do Pe Felipe Laguerie uma carta “de pesar e comunhão para a igreja que o acolhe”.

O Pe negou-se a escrever tal carta: “Bem quero expressar esta comunhão, mas não vejo porque teria de lamentar ter restaurado Saint-Eloi e ter feito dela uma bela igreja”.

O IBP ainda não tem conseguido nenhum convênio com a Arquidiocese de Bordeaux, de quem depende para realizar qualquer apostolado, como lembrou o Cardeal Ricard.

Por enquanto, o Superior Geral do IBP teria sido convocado em Roma para dar explicações sobre seus comentários bélicos respeito ao concilio Vaticano II, que suscitaram a ira dos bispos franceses.

Ao ver isso, não parece nada fácil fazer acordos meramente práticos!