Quadragésimo aniversário, por S.E.R. Dom Richard Williamson

williamson-dinoscopus

A última segunda-feira foi um momento para ficarmos imensamente gratos e um tanto desconfiados. Foi o 40º aniversário da fundação da Fraternidade Sacerdotal São Pio X, que ocorreu quando Dom Charrere, bispo de Genebra, Lausanne e Friburgo, em nome da Igreja Universal, deu a aprovação oficial aos Estatutos da Fraternidade, apresentados a ele alguns meses antes pelo Arcebispo Dom Lefebvre.

Para aqueles que se esforçam para manter a fé católica e viver segundo ela em meio à atual apostasia global, a ocasião para agradecimento é clara. Desde o Vaticano II, a Igreja oficial passa por um estado de colapso, que ainda existe, porque os líderes religiosos estão aderindo às novidades daquele concílio por meio das quais o homem é colocado no lugar de Deus. Então, o povo católico ainda está sendo mal conduzido e a estrutura piramidal da Igreja de Deus está desmoronando de cima para baixo.

Assim, foi um primeiro milagre que um prelado devoto e com uma mentalidade piramidal pudesse enxergar a necessidade de se construir uma contra-pirâmide menor nas ruínas da pirâmide principal. O segundo milagre foi ele conseguir erguer a pirâmide menor sob o peso dos papas da pirâmide maior que colapsava. E é um terceiro milagre terem os sucessores de Dom Lefebvre mantido a pirâmide menor por quase 20 anos desde sua morte. Ora, a FSSPX não tem nenhum monopólio na defesa da Fé – Deus nos livre! – mas foi durante muitos anos até hoje a espinha dorsal dessa defesa. Devemos agradecer imensamente a Deus por sua bondade para com cada um de nós que entende que grande presente a FSSPX tem sido.

Mas também temos de ser cautelosos. O padre Barrielle (1897-1983) foi o Diretor Espiritual no primeiro seminário da FSSPX em Econe, na Suíça, desde seus primeiros dias e lembro quantas vezes ele citou as palavras de seu amado mestre, o padre Vallet (1883 -1947), grande pregador dos Exercícios Espirituais de Santo Inácio e o moldador deles nessa forma de cinco dias, tão proveitosa para os fieis da Fraternidade de todo o mundo, através de sua transmissão aos seminaristas da FSSPX pelo pe. Barrielle. O pe. Vallet estudou os Exercícios e sua história profundamente e uma coisa que ele observou foi que, quando alguma congregação era fundada para pregar os exercícios e o fazia com êxito, em seguida, dentro de um determinado espaço de tempo, o Diabo teria êxito em desviar, distrair ou destruir essa Congregação. E qual era o espaço de tempo, de acordo com o pe. Vallet, conforme citado pelo pe. Barrielle? Quarenta anos!

Ora, pregar os Exercícios não é o único apostolado da FSSPX, por isso ela poderia esperar ser poupada de tal atenção concentrada do Diabo? Muito pelo contrário! Se essa pirâmide menor ainda é a espinha dorsal da defesa da fé em meio às ruínas da Igreja que desmorona a sua volta, ela só pode ser o objeto de sua atenção super-concentrada! Todos estejamos atentos, principalmente, pela estrutura piramidal do catolicismo, aos que estão no topo da pirâmide, e os coloquemos em nossas orações.

Kyrie eleison.

Dinoscopus – Coluna Semanal de Dom Williamson – 07/11/2010